A Arca Perdida

Wagner Williams*

Nestas férias assisti a “Indiana Jones & os Caçadores da Arca Perdida” (1981), que conta o roubo pelos nazistas da Arca da Aliança construída por Moisés, ficando ao arqueólogo Jones a missão de resgatá-la.Acredite, isso me fez lembrar um fato de fé.

A Arca, que representava a presença de Deus (Ex 25.10-22), não foi roubada apenas na ficção. A Bíblia narra em 1-Sm 4 que os filisteus tomaram a Arca da Aliança do exército de Israel, então em batalha. Cego pelo pecado e pelo desespero, o povo de Deus supôs a presença daquele objeto sagrado dar a garantia de vitória sobre seu inimigo de guerra. Não contou outra: nossos antepassados retiraram a Arca do santuário em Siló e a levaram para o combate sob um ar de amuleto da sorte; não deu outra: os israelitas além de perderem a batalha, perderam a Arca do Senhor, a presença de Deus, para o adversário (1-Sm 4.3-4, 11).

Na nova e atual Aliança a arca é todo o ser do cristão, já que, através de nós, levamos a presença de Deus; já os filisteus representam o sistema de coisas do mundo pagão (ou seja, os inimigos do povo de Deus); a guerra é o conflito espiritual entre nós e este mundo. E aqui cabem as perguntas: hoje, você está envolvido em algum conflito espiritual? Como tem reagido a ele? Se sim, minha sugestão: busque resgatar para você a arca perdida, a presença do Senhor.

É preciso buscar a presença real, e não uma presença supersticiosa desse Deus, posto que, tal qual os filisteus, as mundanices investem o tempo todo em roubar de nós a presença de Jesus Cristo. Por isso não desista de buscar a real presença de Deus. Não deixe o Maligno, o pecado, o mundo roubar a arca, a presença doSenhor, da sua vida.

______________________________________________________________

(*) Professor de Produção Textual e membro do grupo FJUC em NSrª da Guia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Missa dos Idosos

Informativo – Batizados Paroquiais.