13 de mai de 2013

Os Novos Espaços de Evangelização


              O evangelho deste domingo da Ascensão do Senhor mostra - nos que a paixão e a ressurreição de Jesus desembocam na pregação apostólica, universal, a partir de Jerusalém. Os discípulos, depois de fazerem a experiência do encontro com o Senhor, são chamados a sai pelo mundo para serem testemunhas do que viram e ouviram.
               O mundo é o lugar onde estão as pessoas concretas que esperam a Palavra transformadora que sacia a sede e a fome de amor, de esperança, de justiça, de paz, de misericórdia, de fraternidade, enfim, de um sentido profundo para a vida.
               O espaço de evangelização é onde estão os seres humanos, homens e mulheres, transitando, trabalhando, estudando, intercambiando e se relacionando. Hoje, com o avanço das novas tecnologias, especialmente da sociedade em rede de computadores, as pessoas não estão somente situadas em áreas geográficas. O “continente digital” é também o lugar onde se encontram os destinatários da missão evangelizadora.
               “Redes sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização” é o tema que Bento XVI escolheu para o 47º dia mundial das comunicações. Na sua mensagem, o papa tem presente que a internet não é um instrumento de comunicação a mais, mas é, de fato, uma cultura que veio para ficar. De modo especial, as redes sociais digitais se compõem num ambiente onde milhões de seres humanos interagem e no meio dos quais os cristãos são chamados a imprimir o seu estilo de vida iluminado pelo Ressuscitado.
               Animados pela mensagem da ressurreição e no contexto do Ano da Fé, possamos renovar nosso compromisso com o evangelho de vivê – lo e de levá – lo a todos, também no mundo digital, no esforço contínuo de construir uma vida digna para todos à luz das palavras e ações de Jesus.

Pe. Valdir José de Castro, SSP – O Domingo (Semanário Litúrgico – Catequético) – 12.5.2013 – Nº 24 

1 de mai de 2013

11ª corrida de São José

11ª corrida de São José

No ano em que a paróquia de São José do bairro do trapiche completa 60 anos de existência e no dia em que se encerram as festividades de São José (1 de maio), também dia de São José operário, várias pessoas compareceram à corrida de São José que ocorre tradicionalmente no dia do trabalhador há onze anos. 

Nessa edição o trajeto da corrida cruzou os bairros do Trapiche da Barra e Pontal da Barra, na ida e na volta, e totalizaram nove quilômetros (9 Km). Nesse ano, além da corrida, também houve caminhada para que todos pudessem participar da festa, os inscritos desta 11ª edição totalizaram duzentas e três pessoas. Todos os participantes receberam medalhas em mérito pela conclusão do trajeto e os três primeiros lugares de cada categoria ganharam troféus. No feminino não houve categorização pela idade, no masculino as categorias foram: 16 à 20 anos, 30 à 39 anos, 40 à 49 anos, 50 à 59 anos e acima de 60 anos. 

Dentre os participantes da corrida existiam atletas profissionais, amadores e até aqueles que resolveram arriscar uma corridinha saudável só para ter o gostinho especial de participar dessa corrida que já tem história.
Foto: Pascom SJ/ agente: Danyllo Lins

Esse é o caso do participante Eliezeu carvalho que competiu na categoria de 16 à 20 anos. Ele é da paróquia e durante uma conversa com ele pudemos perceber que, apesar de ser sua primeira participação em corridas, a sua relação com o esporte já vem de muito tempo, visto que seu pai já colecionava medalhas das outras competições. O jovem Eliezeu disse que participar da corrida de São José foi importante para ele porque, além de ser um paroquiano, ele pôde conhecer os limites do seu corpo e que mesmo sem ter chegado entre os primeiros ele pôde melhorar seu rendimento físico. 

A corrida de São José acontece sempre no ultimo dia das festividades da paróquia de São José. Durante os nove dias anteriores ocorreram a novena a São José. No último dia das festividades, além da corrida, acontece a missa solene de São José pela manhã, a procissão pela tarde e pela noite o café regional e atrações culturais.